Responsabilidade Social


A responsabilidade social de uma empresa ultrapassa a esfera da própria empresa e estende-se à comunidade local, envolvendo, para além dos trabalhadores e accionistas, um vasto espectro de outras partes interessadas: parceiros comerciais e fornecedores, clientes, autoridades públicas e ONG que exercem a sua actividade junto das comunidades locais ou no domínio do ambiente. Num mundo de investimentos multinacionais e de cadeias de produção globais, a responsabilidade social das empresas terá também de estender-se para além das fronteiras da Europa. A rápida globalização fomentou a discussão sobre o papel e o desenvolvimento de uma governação à escala planetária, para a qual contribui a definição de práticas voluntárias de RSE.

Livro Verde – Promover um quadro europeu para a responsabilidade social das empresas Comissão Europeia – Bruxelas, 18.7.2001


Lar Maria Droste
Acção Social, Educação

O Lar Maria Droste acolhe crianças e jovens do sexo feminino em situação de perigo, ao abrigo da Lei de Promoção e Proteção nº147/99 . Tem capacidade para 30 crianças e jovens, as quais estão divididas em 3 grupos distintos de acordo com as idades. A idade varia entre os 10 /12 e os 21. Todavia, quando há irmãs (fratrias) acolhemos mais novas, isto é com idade inferior a 10, havendo neste momento 2 crianças com 7 anos e 1 com 8. A maioria é adolescente, pois esta instituição está direcionada para a adolescência. O objetivo do acolhimento que, se pretende temporário, sempre que possível, é o trabalho com as famílias, as crianças e jovens e comunidade para uma reintegração quer na família de origem, quer noutra. O Lar Maria Droste pertence a uma Congregação religiosa, Bom Pastor e funciona desde 1928. Os seus colaboradores são na sua maioria leigos e inserem a equipa de apoio, equipa educativa e equipa técnica.

A Domótica SGTA tem desde 2009 prestado voluntariado nesta instituição, ao abrigo de uma iniciativa da Entrajuda (http://www.entrajuda.pt/)


2016

Como tem feito na última década, o grupo Domótica SGTA decidiu apoiar alguns projectos e instituições que merecem a nossa confiança. Este ano os nossos donativos foram para as seguintes 3 instituições:

• Lar Maria Droste (mariadroste.gt@sapo.pt)

• Médicos do Mundo (http://www.medicosdomundo.pt/pt)

A Associação Médicos do Mundo é uma Organização Não-Governamental de ajuda humanitária e de cooperação para o desenvolvimento, sem filiação partidária ou religiosa. O seu trabalho assenta no direito fundamental de todos os seres humanos terem acesso a cuidados de saúde, independentemente da sua nacionalidade, religião, ideologia, raça ou possibilidades económicas. O facto de esse direito fundamental não ser garantido a um assinalável número de pessoas, quer em Portugal como no estrangeiro, justifica a acção desta associação. A prestação de cuidados globais de saúde é o pilar da acção dos Médicos do Mundo. No entanto, não pretende combater apenas a doença; luta por fazer chegar aos mais desprotegidos um conceito alargado de saúde, que inclui o bem-estar físico, psíquico e social, tal como foi definido pela Organização Mundial de Saúde, na conferência que decorreu em 1979, em Alma Ata, ex-URSS. Esta concepção alarga o campo de acção à denúncia das injustiças sociais junto da opinião pública, para que o aumento da consciência social de cada um seja a garantia da recusa das injustiças cometidas, todos os dias, um pouco por todo o mundo.

• APECI - Associação para a educação de crianças inadaptadas de Torres Vedras (http://www.apeci.org.pt)

A APECI é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, fundada em 1979 por um grupo de pais, dispondo de várias Áreas/Valências de atendimento para dar resposta às necessidades e promover a qualidade de vida da pessoa com deficiência mental. A sua área geográfica de acção abrange os concelhos de Torres Vedras, Sobral de Monte Agraço, Cadaval e Alenquer: Os principais objectivos desta instituição são dar apoio à população com deficiência mental, ou dificuldades de aprendizagem e suas famílias; garantir apoios complementares diferenciados a crianças da faixa etária dos 0 até entrada na escolaridade obrigatória com deficiência ou em risco de atraso grave de desenvolvimento; proporcionar apoios complementares diferenciados aos alunos das escolas da rede regular de ensino que apresentem necessidades educativas específicas; dar formação e promover a integração de jovens com deficiência intelectual ou dificuldades de aprendizagem no mundo laboral e na sociedade em geral.




grupo domotica sgta contactos / localização

mapa »
Domótica SGTA
Alameda Roentgen, nº2A 1ºC
1600-759 Lisboa Portugal
 info@domotica.pt
 (+351) 21 711 06 60
 (+351) 21 711 06 61
mapa »
Invensis- Inov. e Sist. Informáticos
Alameda Roentgen, nº2A 1ºC
1600-759 Lisboa Portugal
 invensis@live.com.pt
 (+351) 21 711 06 60
 (+351) 21 711 06 61
140x140 mapa »
Efficient Buildings
Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1545 CJ 72 Vila Nova Conceição
04543-011 São Paulo - Brasil
 info.br@domotica-sgta.com
 (+55) 11 9 5800 9269
140x140 mapa »
SGTA Angola
Av. 21 de Janeiro,101
Morro Bento - Luanda,Angola
 info.ao@domotica-sgta.com
 (+244) 94 565 96 00
140x140 mapa »
Domótica SGTA
Calle Motilla del Palancar, nº 18, Local 17
28043 Madrid - Espanha
 info@domotica-sgta.es
 (+34) 91 721 68 49
140x140 mapa »
Domótica SGTA Moçambique
Av. 25 de Setembro, 1509 - 6º andar, porta 06
Maputo - Moçambique
 info.mz@domotica-sgta.com
 (+258) 84 826 50 46