PT

GoFit Campo Grande

Dezembro 2016


A Piscina Infantil Municipal do Campo Grande foi inaugurada em Junho de 1964, e em Setembro de 2006 foi encerrada por falta de condições, nomeadamente dos balneários.

O contrato para a reabilitação da piscina foi assinado em Dezembro de 2012 com o grupo espanhol Ingespor que ficou responsável pela reabilitação, reequipamento e exploração comercial do espaço por um período de 35 anos. Este grupo foi também responsável pela reabilitação das Piscinas dos Olivais.

As piscinas do Campo Grande vão reabrir em início de 2017 com quatro salas para aulas de grupo, uma de fitness, três piscinas cobertas interiores (natação livre, aprendizagem e spa) e um circuito hidrotermal (spa, banho turco, sauna e duches de contrates).

Com uma área total de 6.200 metros quadrados, a piscina do Campo Grande vai ter ainda serviço para crianças (Go Fit Kids), consultas de nutrição, estética e massagem e estacionamento com mais de 185 lugares.

A empreitada geral foi entregue à construtora basca Amenabar, tendo as obras tido início em Setembro de 2015.

A subempreitada de AVAC foi adjudicada à empresa Frimais estando incluída neste âmbito o sistema de gestão técnica centralizada. Tal como em todos os centros GoFit o sistema será da marca Trend, tendo no entanto o projecto da GTC sofrido diversas alterações, sendo o fornecimento das UTAs e UTANs com controladores próprios (a serem integrados através e protocolo BACnet IP) a mais relevante.

Tal opção do instalador de AVAC fez reduzir o número de pontos físicos a 200, distribuídos por dois quadros de controlo.

Fruto do trabalho realizado no GoFit dos Olivais, o projectista e o próprio cliente diversas vezes demonstraram interesse em que a Domótica SGTA viesse a ser envolvida neste projecto, tendo as negociações com a Frimais ficado fechadas no dia 09.Dez.2016. Será o primeiro projecto a ser implementado pela Domótica SGTA com a nova série de controladores IQ4E.

PT

Eurostars Cais de Santarém - Lisboa

Dezembro 2016


Em 2005, o Grupo Hotusa criou a cadeia Eurostars Hotels, uma coleção de estabelecimentos urbanos de gama alta, com uma localização estratégica no centro histórico das cidades ou nas imediações dos seus centros financeiros que se destacam pela sua singularidade cultural.

Com o perfil de hotel de 5 estrelas no centro histórico, está em fase final de construção o futuro Eurostars Cais de Santarém, na baixa de Lisboa.

A obra está a cargo da Construtora San José, estando as instalações mecânicas adjudicadas à Frostline.

O projecto do sistema de gestão técnica sofreu diversas adaptações em obra, incidindo neste momento quase unicamente sobre as instalações de AVAC.

O sistema será constituído por 8 quadros de gestão técnica, num total de quase 600 pontos físicos. Destes quadros, 3 deles serão equipados com Automation Servers e os restantes com controladores TAC Xenta.

Serão os Automation Servers que se assegurarão as 8 integrações distintas, num total de mais de 1.600 pontos.

PT

Vilalara Thalassa Resort - Algarve

Dezembro 2016


O Vilalara é um resort de cinco estrelas, situado em Porches, no Algarve, voltado ao mar, sobre a falésia da Praia das Gaivotas. É composto por 104 suites júnior, 7 suites e 12 apartamentos.

As instalações técnicas estão actualmente em remodelação faseada, sendo as células 3 e 9 as primeiras a ser intervencionadas. O projecto desta remodelação está a cargo da Energia Técnica.

A empreitada de instalações de AVAC das células 3 e 9 foi adjudicada à Frostline que por sua vez entregou à Domótica SGTA a responsabilidade de instalar e colocar em serviço o sistema de gestão técnica.

Na primeira fase da obra, a única adjudicada até ao momento, o sistema consistirá basicamente num quadro de gestão técnica com 73 pontos físicos estando ainda considerada a integração via protocolos standard dos analisadores de rede, sistema VRF, sistema de comando e monitorização de RCFs e ainda das UTAs, num total estimado de 360 pontos.

PT

Centro de Controlo da Régua da APDL

Novembro 2016


Em 1 de Junho de 2015 a jurisdição da Via Navegável do rio Douro é transferida para a APDL - Administração dos Portos do Douro e Leixões, tendo como principais responsabilidades promover e incentivar a navegação na VND e desenvolver e conservar as infra-estruturas e os equipamentos destinados a assegurar a circulação na via navegável e a utilização das instalações portuárias.

A construção do Centro de Controlo da Régua insere-se nesta estratégia.

A empreitada geral está a cargo da Construtora Lúcios, estando designado como subempreiteiro das instalações eléctricas a Main Energy.

O sistema de gestão técnica teve a direcção técnica do auditor do Datacenter do Atlântico em Talatona, tendo o sucesso do projecto de Angola sido determinante na implementação da solução SmartStruxure da Schneider Electric.

O projecto tem um total de 317 pontos físicos, estando previstos 8 Automation Servers AS-B-24 e 4 Automation Servers AS-P, todos a integrar no interior dos quadros eléctricos da instalação.

Está ainda considerada a integração de 4 analisadores de rede.

Embora sem as exigências de um datacenter, a supervisão do sistema será assegurada por duas licenças de Enterprise Server + Workstation.

PT

Aeroporto Humberto Delgado – Lisboa Instalações do SOA

Novembro 2016


A Domótica SGTA angariou mais uma obra inserida na contínua remodelação do Aeroporto Humberto Delgado

Neste caso o nosso cliente será a Iberinstal. A ampliação envolve dois quadros de gestão técnica, num total de 200 pontos físicos.

Como habitualmente este sub-sistema será integrado na rede de dados do SGTC do aeroporto sendo que, por uma questão de precaução, considerou-se um router L-IP em cada um destes quadros.

Também está prevista a criação e parametrização das imagens/sinópticos relativos a estas zonas.

PT

Hotel Belmar – Porto de Mós

Novembro 2016


A Schneider Electric Portugal contratou a Domótica SGTA para fazer o sistema de supervisão através de páginas web do Hotel Belmar em Porto de Mós, perto de Lagos.

Este hotel tem um sistema de controlo de AVAC com controladores TAC Xenta e pretende-se agora colocar um Automation Server como server do sistema e plataforma de suporte à supervisão.

PT

1º Encontro Nacional de Gestão Técnica Centralizada – Desafios para o Futuro

Novembro 2016


Decorreu no passado dia 08 de Novembro no Centro Cultural de Belém o 1º Encontro Nacional de Gestão Técnica Centralizada.

O encontro contou com a presença de 200 participantes, tendo a APIRAC sido obrigada a bloquear as inscrições no dia anterior.

A Domótica SGTA esteve presente com 7 participantes tendo o Francisco Pombas sido um dos intervenientes na qualidade de presidente da Comissão de Gestão Técnica de Edifícios da APIRAC. Coube-lhe ainda fazer a última intervenção do evento focada na apresentação do Guia Técnico que foi distribuído a todos os participantes e sobre o qual foram tecidos comentários muito favoráveis.

AO

1º Datacenter do Atlântico – Talatona (Luanda)Ensaios de Certificação Tear III

Novembro 2016


Decorreram com 100% de sucesso os ensaios de certificação Tear III – Nível 3 e Nível 4 – do datacenter do banco Atlântico na Cidade Financeira em Talatona, a sul de Luanda.

O trabalho da equipa da Domótica SGTA que esteve presente em obra – Paulo Lagarto e Frederico Prudêncio – mas também toda a restante equipa de back office que desenvolveu trabalho em Lisboa – Pedro Alegria, Mário Vinagre e Luis Cansado Carvalho – foi sobejamente elogiado, tendo o BMS contribuído de forma determinante não apenas para a operação das distintas instalações no decorrer dos ensaios, mas também para a operação diária do datacenter nesta fase de pré-produção.

Após uma fase de enorme pressão, o resultado final do trabalho da nossa equipa foi alvo dos maiores elogios de todos os intervenientes – empreiteiro, fiscalização, consultor e cliente – estando todos confiantes que a certificação do UpTime Institute será obtida sem dificuldade no final dos ensaios de nível 5 que vão terminar no início de Dezembro.

Mas a melhor forma de aferir a enorme qualidade do trabalho da nossa empresa é a facilidade com que os técnicos que gerem a instalação operam com BMS após alguns dias (para não dizer horas) de trabalho.

PT

1º Encontro Nacional de Gestão Técnica Centralizada – Desafios para o Futuro

Outubro 2016


A APIRAC, sob os auspícios da Comissão de Sistemas de Gestão Técnica de Edifícios, vai organizar o 1º Encontro Nacional de Gestão Técnica Centralizada. O evento terá lugar no CCB, no dia 8 de novembro.

Esta sessão conta como oradores convidados Jean Daniel Napar e Peter Hug, respetivamente Presidente e Diretor Geral da European Building Automation and Controls Association (EU.BAC). A destacar ainda a presença de Rui Fragoso, em representação da ADENE.

O encontro beneficia do acompanhamento dos parceiros institucionais Ordem dos Engenheiros e AHSRAE Portugal Chapter.

O Encontro ficará marcado pelo lançamento e distribuição aos participantes do primeiro “Guia Técnico” de apoio ao projeto, implementação e manutenção dos sistemas de regulação, controlo e gestão técnica em edifícios, da autoria da Comissão de Gestão Técnica de Edifícios da APIRAC. Trata-se de uma importante ferramenta para a melhoria dos sistemas e para a eficiência energética, promovendo a normalização de procedimentos. Este guia, embora suportado pelo quadro legislativo em vigor, pretende ir mais além, apontando soluções técnicas concretas a adotar nos de edifícios e nas respetivas instalações técnicas. Permitirá a todos os players deste segmento – projectistas, peritos, instaladores, técnicos de manutenção e equipas de operação – uma posição mais esclarecida e, por consequência, mais ativa nas várias fases em que atuam.

A Domótica SGTA tem participado activamente na organização do encontro – é um dos patrocinadores – mas mais ainda na edição do Guia Técnico, sendo o Francisco Pombas o representante da Comissão designado para a apresentação do guia com que vai ser encerrado o encontro.

PT

Inauguração do MAAT

Outubro 2016


Foi nitidamente o acontecimento cultural do ano. O novo edifício do MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, desenhado pela arquiteta inglesa Amanda Levete (e pelo seu atelier AL_A) já abriu as portas ao público. A inauguração oficial decorreu no dia 04.Out.2016 à noite e contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o Primeiro Ministro, António Costa, o Presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, vários ministros, entre outras entidades oficiais, e ainda o Presidente da Fundação EDP, António Mexia e a arquiteta Amanda Levete.

Mas foi a enorme afluência de público no dia 05.Out.2016 que marcou a inauguração do museu, tendo inclusivamente sido necessário fechar a passagem pedonal em Belém devido ao risco de colapso. As filas serpentearam junto ao rio Tejo toda à tarde e a afluência foi tal que, no interior da Central Tejo e onde estão duas das grandes exposições inaugurais do MAAT, houve que controlar o acesso às salas por questões de segurança.

Desde as 12h, hora de abertura ao público, e até às 19h já tinham entrado mais de 15 mil visitantes nos dois edifícios do museu – a Central Tejo (o antigo Museu da Electricidade), e no campus EDP, uma área de 38 mil m2, passaram muitos mais milhares de pessoas.

A equipa da Domótica SGTA – Miguel Alho, David Alves e João Rocha – viu-se envolvida em toda esta dinâmica da inauguração, tendo sido necessário colocar em funcionamento algumas UTAs e fazer “piquete” durante os dias em que decorreu a inauguração. O desafio foi exigente mas, uma vez mais, a Domótica SGTA deixou uma imagem muito positiva junto dos vários intervenientes – Sotécnica, Alves Ribeiro e a própria EDP.

Como é do conhecimento público, a obra ainda não está concluída e apenas o átrio vai continuar aberto ao público. Os trabalhos associados ao sistema de gestão técnica ainda irão decorrer nas próximas semanas por forma a estarem terminados aquando da abertura definitiva do edifício ao público.

JM

Royalton Blue Waters - Jamaica

Outubro 2016


Mais uma vez a e-Controls confiou na Domótica SGTA para fazer os testes de campo e a colocação em serviço do sistema de controlo dos quartos do hotel Royalton Blue Waters, junto à cidade de Montego Bay na costa noroeste da Jamaica.

Trata-se de dois blocos de quartos num total de 232 quartos. A solução técnica consiste em controladores de ventiloconvectores da própria e-Controls – e-Room Controller 3E/5S Modbus – integrados via Mod-Bus RS485 através de 6 LINX-100 da Loytec.

O interface homem-máquina será realizado através de páginas web residentes nos 6 LINX.

AO

Clínica Sagrada Esperança – Talatona

Outubro 2016


Está assinado o contrato entre a Teixeira Duarte Angola e a Domótica SGTA Portugal para a execução da 2ª fase da Clínica Sagrada Esperança em Talatona, a sul de Luanda. Trata-se de um novo edifício (designado por Edifício 1) e das Infraestruturas de todo o complexo de saúde – Central Técnica e Central dos Gases Medicinais.

A solução técnica proposta é exactamente igual à já instalada no primeiro edifício construído – controladores TAC Xenta e software de supervisão TAC Vista. No total, o sistema associado a esta fase acrescentará 1.650 pontos físicos ao sistema actual, passando o total da instalação a ter um total de aproximadamente 2.150 pontos físicos. O server a instalar na central técnica passará a ser o server do sistema global (aproveitando a licença existente), sendo colocada em serviço uma workstation em cada um dos edifícios.

CV

Hotel Hilton - Cabo Verde

Setembro 2016


A região de Santa Maria, na ilha do Sal, em Cabo Verde, vai contar com três novos hotéis já no terceiro trimestre do próximo ano. Segundo a imprensa local, estão confirmadas as inaugurações do Hotel Hilton Sal, Lhana Beach e Royal Decameron Sal Beach Hotel, num total de 1460 quartos.

O Hotel Hilton Sal terá 240 quartos, 23 suítes, 1 suíte presidencial, 1 SPA, 3 restaurantes, um centro de negócios. Este projecto contempla ainda a edificação do primeiro casino de Cabo Verde.

A empreitada geral está a cargo de SGL, que é uma sociedade com capital 100% cabo-verdiano.

A empreitada de instalações eléctricas foi adjudicada à EFACEC e as instalações de AVAC à Electroenersol, sendo que em ambas as empreitadas existem sub-sistemas de gestão técnica centralizada.

Depois de concluídas as negociações a domótica já recebeu por parte da Electroenersol e EFACEC as respectivas adjudicações estando ainda em análise a integração dos sinais das bombas circuladoras de AQS.

O projecto inicial das instalações técnicas é da Quadrante, mas as soluções de climatização foram totalmente alteradas pela Electroenersol, passando de uma solução a água para uma solução VRF. Tal alteração influenciou em muito o próprio projecto de Gestão Técnica Centralizada que teve que ser adaptado pela Domótica SGTA.

A solução técnica é complexa visto incorporar vários protocolos de comunicação – BACnet, Mod-Bus e KNX, e está suportada em Automation Servers da Schneider Electric essencialmente para os sinais físicos e para as integrações com os equipamentos de AVAC (com controladores próprios). Os Automation Servers dedicados ao AVAC, e os respectivos módulos de entradas e saídas, serão alojados no interior dos quadros de AVAC.

Coexistem no sistema vários controladores LINX-102 da Loytec para garantir as integrações com os equipamentos KNX para monitorização dos sinais dos quadros electricos. Estes controladores, bem como um Automation Server dedicados às instalações eléctricas, serão alojados no interior de quadros próprios), cujo fabrico se prevê vir a ser realizado internamente.

EU

Aeródromo de Rozas – Galiza

Agosto 2016


A e-Controls (fabricante espanhol de produtos eletrónicos para automação e controle de climatização e iluminação de edifícios e iluminação pública, orientada para proporcionar a máxima eficiência energética nas áreas de gestão técnica de edifícios, indústria e iluminação pública), contratou a Domótica SGTA para testar e colocar em serviço o sistema de controlo de iluminação dos edifícios do aeródromo de Rozas na Galiza, 15 Km a nordeste de Lugo (aproximadamente 650 Km de Lisboa)

O sistema consiste em 6 controladores L-DALI da Loytec (quatro de um canal e dois de quatro canais) que controlarão um total de 309 aparelhos de iluminação com balastro DALI.

Para além da criação dos grupos já pré-definidos pelo cliente, pretende-se ainda preparar os controladores L-DALI para transmitir toda a informação relevante ao sistema de controlo dos edifícios via BACnet.

AO

Zenith Towers – Talatona - Angola

Julho 2016


O empreendimento Zenith Towers é constituído por duas torres de escritórios, duas torres de habitação plurifamiliar, um edifício comercial de apoio ao condomínio e várias áreas de componente lúdica. Com jardins suspensos e estacionamentos semi-enterrados, este empreendimento conta ainda com grandes áreas de zona verde envolvente.

Actualmente encontram-se concluídas as torres 1 e 2 bem como os estacionamentos semi-enterrados e o edifício comercial.

O promotor do empreendimento é a Gestimóvel, sendo o projecto de arquitectura do gabinete Costa Lopes. Os projectos de especialidades ficaram a cargo da Energia Técnica.

Após várias revisões técnicas e comerciais das propostas, a Domótica SGTA viu ser-lhe adjudicada a instalação 1 do sistema de gestão técnica centralizada que inclui o sistema de contagem e monitorização de energia eléctrica pré-pago, bem como a contagem e monitorização dos consumos de água.

Na versão adjudicada, o sistema é constituído por 6 quadros de gestão com Automation Servers da Schneider Electric (dois em cada torre, um no edifício comercial e outro no estacionamento), num total de 134 pontos físicos. Faz parte do âmbito dos trabalhos da nossa empresa o fornecimento dos analisadores de rede, dos contadores de energia pré-pagos e os contadores de água estando a cargo da Invensis o desenvolvimento do software de gestão de todo o sistema de pré-pagamento de água e energia.

Estão previstas integrações com os grupos geradores, os analisadores de rede, os contadores de energia pré-pagos e os contadores de água.

Tendo em conta os prazos de entrega dos equipamentos e transporte para Luanda, prevê-se que os trabalhos em obra só se iniciem no final deste ano ou mesmo no início de 2017.

PT

Edifício Sede da EDP – Business Lounge

Julho 2016


Como consequência da obra realizada no novo edifício sede da EDP, a Domótica SGTA foi consultada pela Topfrio, empresa que angariou a empreitada de AVAC e com a qual nunca tinha trabalhado, para a execução do sistema de controlo da climatização do Business Lounge, sistema esse que deverá ser integrado no sistema de gestão técnica.

O sistema consiste no controlo de temperatura dos espaços por acção sobre as válvulas de duas baterias.

Foi adoptado o controlador TAC Xenta 121-FC, estando as válvulas de controlo e regulação de caudal também incluídas no âmbito do nosso fornecimento. É a primeira vez que está incluído no âmbito do nosso fornecimento este tipo de válvulas comercializadas pela Schneider Electric.

PT

Aeroporto de Lisboa

Julho 2016


Na sequência das inúmeras alterações introduzidas no Sistema de Gestão Técnica Centralizada da Aerogare do Aeroporto de Lisboa, fruto das variadíssimas obras que têm vindo a ser realizadas pela ANA, temos sido confrontados com a necessidade de actualizar sinópticos das zonas intervencionadas, muitas vezes sem essas mesmas alterações estarem incluídas no âmbito dos trabalhos em causa.

São exemplo disso, todas as alterações de arquitectura das zonas em que o sistema não sofreu qualquer alteração mas que confinam com zonas intervencionadas.

Tal actualização, para além de não estar prevista no âmbito da maior parte das empreitadas lançadas a concurso, é muito dificultada pois os sinópticos da primeira fase do sistema estão executados num formato que já não é suportado pelo editor gráfico das últimas versões do TAC Vista.

A nossa equipa responsável pela obra – Paulo Lagarto / David Alves – propôs-se actualizar globalmente esses sinópticos executados no formato desactualizado (OGC), convertendo-os no novo formato suportado pelo TAC Vista 5.1.9 (TGML). Proposta essa que foi aceite pela ANA.

PT

Edifício na Av. República 37

Junho 2016


A Domótica SGTA continua a penetrar num segmento que anteriormente não era alvo de esforço comercial – as pequenas obras de controlo.

O edifício na Av. República 37 trata-se de um edifício de escritórios cuja empreitada geral está a cargo da UDRA estando a Frostline responsável pelas instalações de AVAC e a TECLEC pelas instalações eléctricas.

Uma vez mais num pequeno sistema, foi decidido adoptar as soluções da Loytec. Para o controlo da ventilação optou-se por um LINX-112 com dois módulos LIOB-10x, para a monitorização de alarmes adoptou-se um LIOB-181 e para interface com o utilizador será instalado um LVIS-3ME7-G1 de 7”.

PT

Cimpor – Centro Técnico do Prior Velho

Junho 2016


Foi adjudicado à Domótica SGTA o trabalho de instalação do software de supervisão do sistema de gestão técnica do Edifício do Centro Técnico da Cimpor no Prior Velho – UltiVist da SIEBE – numa máquina virtual.

Esta obra remonta a meados da década de 1990 tendo sido executada com equipamento SIEBE, sendo o software de supervisão instalado em máquinas com o sistema operativo OS2.

Com o final da produção dos equipamentos SIEBE e do sistema OS2, actualmente recorre-se a máquinas virtuais para actualizar o hardware dos Postos de Supervisão. No caso concreto do Centro Técnico da Cimpor, como o sistema de gestão técnica dispõe de dois gestores de comunicações DMS-3500, este processo obrigou à substituição dos módulos de comunicação do DMS, passando da comunicação Echelon @ 1250 kbps para Ethernet.

PT

Museu da Electricidade

Abril 2016


A Central Tejo foi uma central termoelétrica, propriedade das Companhias Reunidas de Gás e Electricidade (CRGE), que abasteceu de electricidade, toda a cidade e região de Lisboa. Em 1975 foi desclassificada, saindo do sistema produtivo. Ao longo do tempo sofreu diversas modificações e ampliações, tendo passado por contínuas fases de construção e alteração dos sistemas produtivos, tendo nas últimas décadas albergado o Museu da Electricidade pertencente à Fundação EDP.

De 23 de Maio a 29 de Junho o Museu da Electricidade está encerrado no âmbito de uma intervenção que assinala a revitalização deste espaço e o primeiro passo no processo de transição para o MAAT, o novo Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia. Ao longo de um mês, este equipamento será alvo de uma requalificação que tem como principal objectivo dar uma nova vida à Central Tejo, que passa a estar integrada no MAAT. A Central reabre ao público a 30 de Junho com quatro novas exposições e com o seu circuito museológico – ligado à história e evolução da electricidade – redesenhado.

Numa das fases anteriores a Schneider Electric instalou um pequeno sistema de controlo de AVAC (4 UTANs) baseado em controladores Xenta 300 com uma consola Xenta OP.

Nesta fase, num trabalho para a Gaspar Correia, a Schneider Electric apresentou uma proposta, coordenada com a Domótica SGTA, considerando um Automation Server como plataforma de gestão e supervisão do sistema.

O objectivo é dotar as UTANs com capacidade para garantir as condições ideais de temperatura (aquecimento e arrefecimento) e humidade (humidificação e desumidificação), especialmente nas “novas” salas de exposição, permitindo assim receber obras de arte com níveis de exigência ambiental mais severos.

A solução técnica é algo sui generis pois utiliza os controladores Xenta 300 existentes como módulos de input/output do novo Automation Server que, por falta de espaço, será instalado num novo quadro de gestão separado do anterior.

O fornecimento, montagem e ligação de todo o equipamento é da responsabilidade da Schneider Electric, sendo a Domótica SGTA responsável pela programação, testes e colocação em serviço do sistema.

PT

Aeroporto de Lisboa – Chutex Lote 2 e 3

Abril 2016


O Grupo Elevo garantiu a empreitada geral da obra designada por Chutex no Aeroporto de Lisboa, correspondente às zonas das instalações/vestiários para as entidades oficiais e prestadores de serviços e a zona de perdidos e achados.

A empreitada de instalações eléctricas foi adjudicada à Iberinstal que, por sua vez, adjudicou à Domótica SGTA as alterações ao sistema de gestão técnica dessas zonas.

Embora o projecto não esteja detalhado, com base nos esquemas dos quadros eléctricos foi possível determinar a configuração dos dois quadros de gestão técnica a fornecer – um com 86 pontos físicos (Lote 2) e outro com 76 (Lote 3).

Tendo em conta que estes dois quadros de gestão serão para integrar no sistema existente, considerou-se a utilização de controladores TAC Xenta 400.

PT

Pingo Doce no Spacio Shopping – Olivais

Abril 2016


A Frostline tem como um dos melhores clientes o grupo Jerónimo Martins, instalando os sistemas de climatização em inúmeros supermercados Pingo Doce.

Actualmente está a executar as instalações de AVAC na loja Pingo Doce integrada do Spacio Shopping nos Olivais.

Contrariamente à maioria das instalações, e fruto de uma proposta de alterações apresentada pela Frostline, nesta obra será instalado um sistema a água – chiller + UTAs.

A Domótica SGTA participou desde o início do processo de alteração tendo agora sido recompensada com a adjudicação do sistema de gestão técnica relativo ao controlo de AVAC.

A solução técnica passa por dois painéis de gestão integrados nos quadros eléctricos de AVAC, um com 90 pontos físicos e outro com 105, equipados com automation servers modelo LINX-112 da Loytec. Está ainda prevista a integração via protocolo do chiller e dos controladores dos ventiloconvectores – modelo TC303-3A2LM da Schneider Electric equipado com comunicação ModBus.

Faz ainda parte do fornecimento da Domótica SGTA todo o equipamento de campo, que com excepção dos contadores de entalpia que serão os PolluTherm da Sensus, o restante equipamento de campo será da TAC/Schneider Electric.

A supervisão será assegurada por um painel táctil L-VIS de 12”, também da Loytec.

PT

Jumbo de Sintra

Março 2016


O Jumbo de Sintra foi inaugurado no passado dia 11 de Novembro, sendo a última loja Jumbo em Portugal. No entanto o sistema de gestão técnica só ficou definido em finais de Fevereiro, tendo a Domótica SGTA recebido a adjudicação directamente do Grupo Auchan.

O Sistema de Gestão Técnica Centralizada tem cerca de 200 pontos físicos e integração das UTVs, UREs e UCAs que dispõem de controladores dedicados.

O sistema proposto considera 3 quadros de automação local (QAL), todos equipados com Automation Servers da Schneider Electric, integrados na rede de dados do edifício.

Tal como aconteceu no Jumbo de Setúbal, o servidor do sistema será instalado no datacenter da Auchan em Alcântara.

PT

Edifício Sede do Banco Santander-Totta (Ampliação)

Março 2016


O edifício sede do Banco Santander-Totta está a ser alvo de uma ampliação.

O projecto de arquitectura, da autoria do Arq.º Frederico Valsassina, é bastante arrojado, tirando partido da localização na encosta junto ao edifício existente para desenvolver a nova zona com a cobertura ao nível do rés-do-chão.

O projecto de especialidades, onde se inclui o sistema de gestão técnica centralizada, é da autoria da Afaconsult.

O sistema de gestão técnica tem previsto cerca de 2.300 pontos físicos, distribuídos por quadros de gestão técnica para as instalações eléctricas e por controladores integrados nos quadros eléctricos de AVAC.

Para além dos pontos físicos, estão previstas integrações de Analisadores de Rede, Elevadores, Grupos Geradores, Monta-Cargas, UPS e alguns equipamentos de AVAC – unidades de indução e sistemas VRF.

O projecto contempla o controlo de estores a partir de entradas e saídas dos quadros de gestão técnica. Desta forma, a solução técnica final ainda está a ser discutida, sendo certo que terá como suporte os Automation Servers da Schneider Electric.

A Domótica SGTA recebeu a adjudicação da Sotecnogaio, empresa responsável pelas instalações eléctricas.

PT

Hotel Autódromo Internacional do Algarve

Fevereiro 2016


Integrado no parque do Autódromo Internacional do Algarve, está a ser construído um hotel.

A empresa que está a executar as instalações mecânicas – EBR – adjudicou à Domótica SGTA a execução do sistema de gestão técnica.

O sistema está dimensionado para cerca de 210 pontos físicos, distribuídos por 5 quadros de gestão (associados a 5 quadros de AVAC), estando ainda prevista a integração de analisadores de rede.

O quadro de gestão com maior número de pontos está equipado com um Automation Server da Schneider Electric tendo sido considerados controladores TAC Xenta para os restantes quatro quadros.

PT

Forum Aveiro

Fevereiro 2016


O Forum Aveiro era dos poucos centros comerciais construídos pela Multi Mall Development que não disponha de um sistema de gestão técnica centralizada (apenas um autómato para controlo da produção de água para climatização).

Suportada pela Sotécnica, a Domótica SGTA propôs ao novo promotor a instalação de um Sistema de Gestão Técnica Centralizada para controlo e monitorização das instalações eléctricas, produção de água para climatização, ventilação e meios de transporte verticais.

O sistema proposto contempla 500 pontos físicos, estando ainda considerada a integração dos contadores de energia e analisadores de rede (Mod-Bus).

A solução técnica passa por instalar 6 quadros de gestão técnica, três deles suportados por Automations Servers da Schneider Electric (interligados ao Posto de Supervisão pela rede de dados do shopping) e os outros três por controladores TAC Xenta.

PT

Centro de Estágio da FPF – Cidade do Futebol

Fevereiro 2016


A Federação Portuguesa de Futebol está a construir um Centro de Estágio no Jamor, que designou como “Cidade do Futebol” com o objectivo de garantir todas as condições à preparação das selecções nacionais de futebol.

O projecto de especialidades, e também de gestão técnica, foi desenvolvido pelo gabinete EACE, estando especificada a marca TAC/Schneider.

O sistema de gestão técnica tem previsto cerca de 1.500 pontos físicos, distribuídos por 29 quadros de gestão técnica, sendo que 8 deles integrarão os quadros eléctricos das torres de iluminação.

Para além dos pontos físicos, e seguindo a tendência dos projectos mais recentes, estão ainda considerados no projecto cerca de 1.300 integrados via protocolo – contagens energia, elevadores, UPS e todos os equipamentos de climatização.

A solução técnica adoptada (e que se traduz numa alteração ao projecto) considera 5 Automation Servers da Schneider Electric e 24 controladores da série Xenta da TAC (12 Xenta 300 e 12 Xenta 400).

A construção está a cargo do grupo Alexandre Barbosa Borges tendo o sistema de gestão técnica sido adjudicado à Domótica SGTA directamente pela construtora.

A obra está a decorrer a muito bom ritmo, estando prevista a inauguração a tempo do estágio de preparação da selecção portuguesa para o Euro 2016 a realizar em França.

PT

Centro Escolar Municipal JI, EB123 de Arronches

Janeiro 2016


Arronches localiza-se no interior de Portugal na sub-região do Alto Alentejo. O município é limitado a nordeste pela Espanha, e situa-se aproximadamente a meio caminho entre Elvas e Portalegre.

No concelho de Arronches, assistiu-se nas últimas quatro décadas a uma forte regressão demográfica em virtude do intenso êxodo rural em direcção à Área Metropolitana de Lisboa. A saída continuada de uma população jovem e em idade activa contribuiu para o envelhecimento da estrutura demográfica do concelho que apresenta um índice de envelhecimento extremamente elevado.

Está em fase final de construção o novo Centro Escolar Municipal, tendo a Electroenersol sido seleccionada pelo empreiteiro geral para executar as instalações mecânicas. Em resultado do bom relacionamento com esta empresa, a Domótica SGTA foi uma vez mais escolhida para executar o sistema de gestão técnica.

A solução técnica proposta foi baseada no controlador LINX-220 da Loytec, para um total de aproximadamente 280 pontos físicos.

PT

Edifício do Santander-Totta na Rua Augusta

Janeiro 2016


A Domótica SGTA foi seleccionada para instalar o sistema de gestão técnica no edifício do banco Santander-Totta da Rua Augusta.

Fruto da existência de uma solução Fatrónica na Agência Bancária (Piso 0), a Domótica SGTA definiu em conjunto com o projectista a solução para a totalidade do edifício baseada em controladores FA da Fatrónica em cada um dos “novos” pisos, interligados por uma rede TCP-IP e em que as integrações com equipamentos de terceiros serão asseguradas por gateways LINX-100 da Loytec.



grupo domotica sgta contactos / localização

mapa »
Domótica SGTA
Alameda Roentgen, nº2A 1ºC
1600-759 Lisboa Portugal
 info@domotica.pt
 (+351) 21 711 06 60
 (+351) 21 711 06 61
mapa »
Invensis- Inov. e Sist. Informáticos
Alameda Roentgen, nº2A 1ºC
1600-759 Lisboa Portugal
 invensis@live.com.pt
 (+351) 21 711 06 60
 (+351) 21 711 06 61
140x140 mapa »
Efficient Buildings
Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1545 CJ 72 Vila Nova Conceição
04543-011 São Paulo - Brasil
 info.br@domotica-sgta.com
 (+55) 11 9 5800 9269
140x140 mapa »
SGTA Angola
Av. 21 de Janeiro,101
Morro Bento - Luanda,Angola
 info.ao@domotica-sgta.com
 (+244) 94 565 96 00
140x140 mapa »
Domótica SGTA
Calle Motilla del Palancar, nº 18, Local 17
28043 Madrid - Espanha
 info@domotica-sgta.es
 (+34) 91 721 68 49
140x140 mapa »
Domótica SGTA Moçambique
Av. 25 de Setembro, 1509 - 6º andar, porta 06
Maputo - Moçambique
 info.mz@domotica-sgta.com
 (+258) 84 826 50 46

Copyright © 2015, Development & Design by: Invensis